Dicas da Sexta – Como escolher seu Notebook

Para cada perfil e finalidade de uso existe uma configuração ideal. Escolha a sua!

Iniciante, intermediário ou avançado? Qual o seu perfil? Notebook para viagem ou só para substituir o desktop e eventualmente entrar na bagagem? Qual a finalidade do notebook? O gerente técnico da AMD Roberto Brandão indica quatro configurações para diferentes tipos de consumidor. Cada família de processadores da AMD tem um equivalente Intel, indicado entre parênteses.

Para iniciantes, que desejam executar tarefas do dia-a-dia, como acessar a Web, trocar e-mails, redigir documentos, nada que exija grande poder de processamento, a recomendação é processador Sempron ou Atlhon X2 (Celeron ou Pentium dual core), com 1GB de RAM, HD entre 80 e 120 GB, tela LCD de 14 ou 15 polegadas, Windows XP ou Vista Starter Edition.

No nível intermediário, processador Atlhon 64 X 2 (Pentium dual core), 2 GB de RAM, HD de 120 GB pelo menos, Windows Vista Home Basic ou superior, LCD de 14 ou 15 polegadas.

O usuário avançado pode precisar de mais performance ou mais mobilidade. Cada caso pede uma configuração. Para maior performance, processador Turion X2, 3GB ou 4GB de RAM, Windows Vista Home ou superior, HD de 120 a 200 GB, tela LCD de 15 a 17 polegadas, além de um placa gráfica discreta (que não seja onboard).

Para maior mobilidade, a recomendação é processador Turion X2, 3GB a 4GB de RAM, LCD de 10 a 13 polegadas, HD de 120 GB, ou memória SSD (há opções de 32GB a 128GB), peso de no máximo 2kg e bateria extra.

Vale ficar atento também ao prazo de garantia.

CENTRINO
O selo Intel Centrino indica que o notebook tem processador dual core, chipset e Wi-Fi da Intel

AMD TURION
Esse processador dual core decodifica o vídeo pelo chipset, o que economiza energia da bateria.

ATENCÃO NOS SEGUINTES ITENS:

Marca e modelo do processador, quantidade de memória RAM, capacidade do disco rígido (HD), tamanho da tela de LCD, tempo de autonomia da bateria, sistema operacional. O que é mais importante na hora de comprar um notebook? A pergunta atormenta consumidores que pensam em investir o 13º num computador portátil. Se você escolheu apenas uma das opções, está enganado.

Segundo as fabricantes de processadores Intel e AMD, o consumidor deve buscar uma configuração equilibrada e que atenda suas necessidades. Ou seja, antes de fechar negócio, vale a pena avaliar o equipamento como um todo e ter mente o que se espera da máquina. “Às vezes o consumidor compra um equipamento com configuração baixa e depois se arrepende. Com 512 de RAM, por exemplo, ele não vai usufruir de todos os recursos do Windows Vista”, explica Marcelo Gonçalves, gerente de produto da Intel para América Latina. O resultado é que o consumidor acaba se decepcionando. Optar por uma configuração desequilibrada, como um processador topo de linha, pouca memória RAM e HD pequeno, também pode resultar em frustração. “É preciso balancear a máquina. Não adianta comprar um Dual Core com pouca memória RAM”, avalia Roberto Brandão, gerente técnico da AMD.

Ao contrário dos desktops, os notebooks são menos flexíveis, o que leva os fabricantes a buscar configurações para usuários iniciantes, intermediários e avançados. Cada fabricante oferece uma família de processadores para cada um desses perfis. Em ordem crescente de performance e preço, são eles: Celeron, Pentium Dual Core e Core 2 Duo, da Intel; Sempron, AThlon 64 x 2 e Turion X2, da AMD.

Pensar que a velocidade do clock por si só é sinônimo de melhor performance também é um engano. As novas arquiteturas de processadores derrubaram essa idéia. “Um processador de 2GHz feito com tecnologia de 45 nanômetros é de 15% a 30% mais rápido do que um de 2GHz e 65 nanômetros”, explica Marcelo Gonçalves.

O tempo de bateria também é vital, principalmente para quem busca mobilidade. Vários fatores interferem no consumo. O processador responde em média por 15% do gasto de energia. Quanto maior o clock, maior o gasto. Por outro lado, quanto mais memória RAM, menor o consumo. “A diferença é menor quando se compara máquinas com 3GB e 4GB de RAM, mas significativa se a comparação for entre 1GB e 2GB”, diz o especialista da AMD. Trocar o HD por memória SSD também reduz o consumo; contudo, memórias SSD são até 15 vezes mais caras. É bom lembrar que notebooks com mais bateria acabam ficando mais pesados. Alguns chegam a abrir mão do drive de DVD a fim de dar espaço para uma bateria sobressalente. As mais modernas são de íon-lítio. Melhor evitar as do tipo NiMH, que são sujeitas ao efeito memória.

Alguns itens já são padrão, como entradas USB (para pendrives e outros dispositivos), gravador de DVD e conexão Wi-Fi. Atenção aos padrões: 80211.b e 80211.g são homologados e aceitos internacionalmente. Já o 802.11n, que tem maior alcance e pode ser até 5 vezes mais rápido, ainda não. Um notebook que só tenha 802.11n pode ficar sem acesso à Internet.

Fonte: http://odia.terra.com.br/tecnologia/htm/para_viajar_ou_usar_no_lugar_do_desktop__219018.asp

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: