A Tecnologia da Distância!

Estive pensando sobre os relacionamentos nos dias atuais e como a tecnologia, principalmente através da internet, pode ajudar ou atrapalhar no desenvolvimento deles. Atualmente temos 500 “amigos” no Orkut, 100 contatos no MSN, 300 seguidores no Twitter e na realidade temos poucos amigos para o cotidiano.
A tecnologia dia após dia tem nos ajudado a conhecer muita gente, a encontrar pessoas distantes, com as quais há muito não tínhamos contato, e até mesmo a falar com elas diariamente. Entretanto, nossos relacionamentos passaram a ser mais superficiais! Nas conversas no MSN sempre perguntamos: “está tudo bem?” já certos que a resposta seja: “sim tudo certo!”. Temos tanta certeza disso que por vezes já disse que não estava tudo bem, e a pessoa do outro lado me respondeu: “Ok, legal!” Como assim legal? Eu não estou bem!!!! A pessoa me respondeu assim porque estamos condicionados as mesmas perguntas e respostas…
Temos vivido em um mundo de contradição. Diminuímos a distância entre as pessoas pelo contato virtual, porém aumentamos a distância física. Não ficamos mais tanto tempo conversando com uma pessoa olhando nos olhos dela, entretanto passamos horas conversando no MSN, atualizando redes sociais e até mesmo dizendo o que estamos sentindo ou passando no Twitter. Sabemos como o outro se sente não pela conversa, mas pela frase que ele atualizou no Orkut ou pelo ultimo texto no twitter!
Estamos no auge da comunicação, acredito que o momento que estamos seja um divisor de águas na Tecnologia da Informação. Estamos entrando em um momento que a tecnologia móvel está supervalorizada. As pessoas não querem ficar desconectadas um minuto sequer. Conheço pessoas que quando estão desconectadas (Leia-se: sem possibilidade de se conectar na web), se sentem totalmente solitários. O Twitter é perfeito para fazer essa análise, vejo pessoas que sentam em frente a seu computador ou dispositivo móvel para expressar suas angústias, incertezas, medos, muitas vezes sem saber quem está lendo. Eu mesmo fui me analisar para saber o que tenho escrito no Twitter. Escrevo coisas que diria para um amigo (limitado a 140 caracteres), coisas que às vezes eu vejo e fico rindo sozinho, acabo compartilhando com os meus seguidores (essa nomenclatura me deixa intrigado), como se fossem meus melhores amigos.
Viver no auge da comunicação traz suas conseqüências. Não fomos preparados para esse momento, somos muito dependentes destas máquinas. A tendência é que essa Tecnodependência (acho que acabei de criar um novo termo! Acabei de ver no Google que já essa já existe…) seja cada vez maior.
A grande pergunta que temos é: Essa tecnodependência é para o bem ou para o mal dos seres humanos?

João Vitor

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: