Jogo no Twitter

Entre notícias, fofocas, piadas e comentários sobre o ser e o nada, mensagens enigmáticas começaram a circular no Twitter. Pessoas adquirindo armas, alugando esconderijos, tramando a morte de adversários. Por sorte, como boa parte do que passa pelo microblog, é só brincadeira. Chama-se Spymasters o jogo que se infiltrou na rede e conquista adeptos. Se algum contato mandar uma mensagem convidando-o para entrar numa spy ring (grupo de jogadores), saiba que se trata de mais um que entrou na onda.

Não é preciso esperar um convite, basta acessar http://playspymaster.com. Spymaster é baseado no Twitter e a quantidade de seguidores do seu perfil e de seguidores inscritos no Spymaster são determinantes para seu sucesso no submundo.

O primeiro passo é escolher uma organização para se filiar: a americana CIA, a britânica M16, ou a russa FSB. A escolha influencia na característica do seu perfil como agente, e não pode ser trocada. A mecânica é similar a de outros jogos de estratégia. O personagem tem, por atributos, pontuações, que pesam no desenrolar do jogo. Por exemplo, você terá sempre pontos de Saúde (Health) e Energia (Energy). Para cumprir tarefas, gasta-se pontos de energia. Se ela chegar a nível muito baixo, fica-se impedido de executar missões. E para recuperar esses pontos é preciso tempo.

O primeiro passo é ir ao mercado negro (Black Market) adquirir armas e equipamentos. Essas peças têm preços e poder de ataque ou defesa variados. Imagine que você precisa delas para equipar seu grupo de espiões (spy ring). Depois, busque missões (Tasks) para ser pago. Cada missão tem um gasto de energia e um nível de risco baixo, médio ou alto (low, mid, high). Para algumas missões é preciso armas específicas. Afinal de contas, uma faca pode bastar para coagir um adversário, mas não para invadir uma embaixada.

Trama assassina

Outra maneira de ganhar poder é eliminar outros agentes. É preciso escolher bem os adversários, dos quais o jogador sabe apenas em que nível está no jogo, e o grau de risco. Só depois de tramar a emboscada é que se descobre a probabilidade de sucesso. Mas então pode ser tarde. Se a missão for cumprida, o jogador ganha todos os equipamentos do rival e passa a controlar sua rede de espiões. Se apenas o ferir, pode faturar parcialmente. Se perder ou for ferido, o jogador perde posses e pontos. No cálculo do combate pesam seus pontos de ataque e defesa e a quantidade de seguidores.

Espião de bolso cheio

O jogador precisa sempre ter recursos em caixa para comprar equipamentos. Uma estratégia e cumprir várias tarefas e comprar um esconderijo (safehouse). O abrigo pode ser alugado, o que garante uma renda. Quando conseguir acumular um montante considerável, o melhor é transferir uma parte para uma conta na Suíça. Mas isso não vale para iniciantes. Suas armas podem ser vendidas no mercado negro, mas ela perdem 60% do valor na transação. Permitir que o Twitter publique seus passos no jogo também rende alguns trocados. Mas, nesse ramo, o segredo pode valer mais.

Fonte: Odia

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: