Pacote de Dados mais barato do Brasil

A TIM anunciou hoje o lançamento de um pacote dados por R$ 9,90 por 100 MB. Segundo a operadora, o pacote de dados é o mais barato do mercado brasileiro. A oferta é válida para assinantes de planos pós-pagos da TIM.

“A TIM acredita na Internet Móvel e na importância das pessoas poderem estar conectadas a qualquer hora, em qualquer lugar, através do celular. Com o lançamento do pacote mais conveniente do mercado, esperamos ampliar ainda mais o acesso à Internet pelo celular a uma maior parcela da população que ainda via no preço do acesso uma barreira para o uso do serviço”, diz Rogerio Takayanagi, diretor de Marketing da TIM.

Para contratar o plano de 100MB, basta enviar uma mensagem de texto gratuita com o comando 100 para o número 1616, ou pelo número *144. A operadora oferece outros planos de dados ilimitados a partir de R$ 49,90.

Fonte: Odia

Acredito que esse seja o primeiro passo para popularização e diminuição de custos do plano de dados. Com isso, nós, amantes de Tecnologia, poderemos passar cada vez mais tempo conectado…

Tirinha 34

garagesa-series-jb

Fonte: Em algum blog da vida…
(Quem souber me fala que posto o link!!!)

Conheço alguém assim… Baixa tudo… Desenhos, filmes, jogos…
Mas vou fazer o que? A maior parte do meu tempo passo em frente ao PC mesmo…

Brasil é o 59º no ranking dos países mais conectados

A Dinamarca possui a economia mais conectada do mundo, colocando-se junto aos vizinhos nórdicos em uma boa posição para se recuperar do atual declínio econômico global, informou em relatório o Fórum Econômico Mundial nesta quinta-feira (26). O Brasil ocupou o 59ª lugar – mantendo a posição do ano passado — no ranking do índice WEF Networked Readiness, patrocinado pela Cisco.

O estudo anual mede a disponibilidade e o uso de tecnologias de informação e comunicações, como o acesso a telefones móveis e serviços de internet.

Dentre as 134 economias listadas pelo indicador, a Suécia foi a segunda colocada e os Estados Unidos ficaram em terceiro lugar, seguidos por Cingapura e Suíça. Países pobres, incluindo Bangladesh, Burundi, Zimbábue, Timor Leste e Chade foram os piores colocados.

No relatório, o WEF informou que investir em serviços e infraestrutura de telecomunicações pode ajudar na “competitividade geral e no progresso”, colocando os países em melhor posição para tirar proveito de um eventual retorno do crescimento econômico.

Internet de alta velocidade deve agora ser vista como “parte da infraestrutura básica de qualquer país e um dos fundamentos da economia”, afirma o estudo, recomendando aos países que ficaram em baixa colocação para fazer tudo que estiver ao alcance para melhorar sua conectividade. “As comunicações móveis desempenham um importante papel em economias em desenvolvimento, facilitando de maneira importante o crescimento e o desenvolvimento econômico”, continuou.

Confira os destaques por região:

Dez melhores
Dinamarca, Suécia, Estados Unidos, Cingapura, Suíça, Finlândia, Islândia, Noruega, Países Baixos e Canadá.

Dez piores
Nicarágua, Camboja, Nepal, Bolívia, Etiópia, Bangladesh, Burundi, Zimbábue, Timor Leste e Chade.

Emergentes asiáticos
China ocupa a 46ª posição e a Índia, o 54º lugar.

América Latina e Caribe
Barbados ficou na 36ª posição, Chile na 39ª, Porto Rico na 42ª, Jamaica na 53ª, Costa Rica na 56ª e o Brasil assumiu a 59ª colocação.

Norte da África
Tunísia ficou em 38º lugar; Egito em 76º; Marrocos em 86º e Argélia em 109º.

Oriente Médio
Israel ficou na 25ª posição, Emirados Árabes Unidos na 27ª, Catar na 29ª, Arábia Saudita na 40ª, Jordânia na 44ª, Omã na 50ª e o Kuwait na 57ª colocação.

Fonte: G1

Até 2014, 90% dos Smartphones terão Wi-Fi

O recurso de Wi-Fi será predominante nos smartphones dentro de poucos anos, de acordo com um estudo da ABI Research.

Segundo a empresa, hoje 44% dos smartphones do mercado já têm Wi-Fi, média que deve subir para 90% em 2014, segundo o estudo.

A pesquisa foi realizada em fevereiro, com mais de mil donos de celulares nos Estados Unidos, e mostrou ainda que o Wi-Fi satisfaz 77% dos seus usuários.

Entre os que têm Wi-Fi em seus aparelhos, 74% usam o recurso e 77% dizem que vão procurá-lo no seu próximo aparelho.

O estudo apontou ainda que o aumento no uso de Wi-Fi é recente: quase 60% dos entrevistados tem Wi-Fi no telefone a menos de um ano.

Fonte: Info

Se tem um recurso que não dispenso é o Wi-fi. Não tem nada melhor do que você estar em um local e estar conectado… Parece que não posso ficar sem conexão por um minuto!

Antigamente eu tinha essa sensação quando estava sem celular, hoje não consigo ficar sem estar conectado, seja no msn, twitter ou skype…

Mozilla corrige falhas do Firefox

A Fundação Mozilla apresentou a versão 3.0.8 de seu navegador Firefox. De acordo com o site The HSecurity, a nova versão, anunciada na quinta-feira, estava prevista apenas para o início desta semana. Porém, a gravidade das falhas que corrigiria fez com que a empresa antecipasse o lançamento do aplicativo.

As duas falhas reparadas pela atualização tinham alto grau de gravidade, e se exploradas permitiriam execução remota de código no navegador, segundo informações do site Webware.

Um dos erros, identificado em um primeiro momento como um problema de estabilidade, permitiria que uma folha de estilo XSL fosse usada para travar o navegador e com isso rodar códigos arbitrários na máquina atingida. O outro problema é relacionado a um método da linguagem XUL, e já havia sido apresentado neste mês, durante o evento hacker Pwn2Own 2009, no Canadá.

A atualização 3.0.8, disponível para os sistemas Windows, Mac OS X e Linux, pode ser conseguida automaticamente pelo navegador, através do menu Ajuda > Verificar atualizações, ou então manualmente pelo endereço http://pt-br.www.mozilla.com/pt-BR/.

Fonte: Odia

É a guerra dos browsers… Na Europa o Firefox é mais utilizado do que o Internet Explorer! Porém o Internet Explorer ainda é soberano no restante do mundo.

Lá em casa é diferente… Em 1º Lugar Google Chrome e em 2º o Firefox!!

Acessando a Internet com Imagem?

imagem

A revolução do hiperlink para a Internet móvel, que já é mania em países como o Japão e promete virar rotina no seu celular muito em breve. A idéia é tão simples quanto genial: ao invés de digitar um endereço (URL) no celular, bastará apontá-lo para uma imagem, que será interpretada como um endereço na Internet.

A tecnologia por trás da “mágica” se chama código 2D (ou mobile tag), e usa o mesmo princípio do código de barras que existe em qualquer pacote de biscoito. No supermercado, o pacote de biscoito passa por um feixe de luz e um programa interpreta o código de barras, revelando seu preço. No caso do código 2D, o desenho é analisado pela câmera do celular que, com a ajuda de um programa especial, converte a imagem num link para algum conteúdo online. Que pode ser um site, um vídeo, uma mensagem de voz, ou o que a imaginação for capaz de inventar.
Criado em 1994 pela japonesa Denso-Wave, o QR Code (sigla do inglês para código de resposta rápida) é o mais amplamente difundido código 2D, embora não seja o único. A lista inclui formatos como Datamatrix, Flash Tag, Microsoft Tag, entre outros.

Uma das vantagens do QR Code é não ser proprietário, assim como o Datamatrix, ou seja, não é preciso pagar para criar as imagens. Há vários sites na Internet que geram links QR Code de graça. Entre os programas leitores também há versões gratuitas para o usuário final, como o I-nigma.

Para interpretar as imagens, o celular precisa de um programa leitor. Se o celular não sair de fábrica com esse aplicativo, como o N95 e o E71, o usuário precisará baixá-lo.

No Brasil, a Trevisan Tecnologia licencia o I-nigma, que é gratuito para o usuário. Segundo o diretor comercial Vinícius Vasconcelos, o leitor está em 60 milhões de aparelhos no mundo e é compatível com 250 modelos. No Brasil já são 20 mil usuários. “Queremos chegar a 500 mil este ano já que 45% dos celulares no País são compatíveis”, explica.

A tecnologia não funciona em todos os celulares com câmera, mas é compatível com muitos modelos.

Quando surgiu nos anos 90, o código 2D foi usado em fábricas de automóveis para identificar a ordem de montagem de placas de aço. Hoje, tudo o que estiver online pode ser associado a um código 2D: sites, vídeos, mensagens de voz, textos. No Japão, onde o QR Code e similares são mania nacional, eles estão por toda parte.

Uma rede de lanchonetes, por exemplo, imprime códigos 2D nas embalagens dos alimentos. Ao apontar o celular para a imagem, o consumidor recebe informações sobre o valor nutricional do alimento. Segundo Marcelo Castelo, diretor da agência digital F.Biz e autor do blog mobilepedia.com.br, o caso mais curioso que ele teve notícia foi um cemitério japonês que usou QR Codes nas lápides. O link levava a um site para celular com a biografia do falecido.

Hummm… Muito interessante!! Realmente vai facilitar nossas vidas, menos um trabalho… Mas deve ter cada imagem!!!
Odia

Tirinha 28

malvados

Pior que um dia isso será verdade… Enquanto isso não acontece, vou desfrutando da companhia da minha esposa…

Vi no Malvados

Publicado em Tirinhas. Tags: , , . 1 Comment »